Uma relação meio amarga

English version below.

Há quase 3 anos o meu irmão, Pedro, se internava pela última vez (Pedro tem Fibrose Cística e às vezes precisa se internar por conta de uma complicação). Essa última vez gerou a exposição Vigiar, uma individual que apresentei no Centro Cultural de Contagem em 2016.

5

Passados esses anos, Pedro está novamente internado por conta de algumas complicações com bactérias. Tive a oportunidade de ser novamente seu acompanhante em um desses dias e, para passar o tempo, fiquei quase o dia inteiro desenhando. Ao contrário do olhar que desenvolvi há quase 3 anos atrás, desta vez eu queria explorar mais as relações do Pedro com o espaço em volta (o que não foi muito bem sucedido). Lá atrás, o foco era nele e somente nele (e esse aspecto ainda ressoou bastante), mas decidi criar um pouco mais de contexto para as pessoas que tivessem acesso aos desenhos.

Com frequência eu conseguia retratá-lo assistindo à televisão no celular, no qual ele fez de inúmeras maneiras e posições. Quando não estava vendo TV, dormia. O fato de estar internado é extremamente cansativo para ele.

6

Confesso que de maneira geral eu prefiro os desenhos que executei há quase 3 anos atrás. Um ponto negativo dessa última vez é que a cadeira destinada ao acompanhante ficava próxima demais da cama do paciente, fazendo com que eu não conseguisse ter um ponto de vista muito bom para trabalhar, como da outra vez. Eu o acompanhei só uma vez também e o cansaço pesou bastante na mão. Da outra, eu fui vários dias e consegui ter um repertório mais amplo de desenhos nesse sentido. O quarto em que ele estava também era mais privado, o que possibilitava mais conforto na hora de desenhar, o que não foi possível dessa vez.

Pedro não liga que eu o desenhe. É uma das pessoas que mais desenhei até hoje e continua sempre sendo alvo dos meus traços. Há nele um desinteresse pelo que faço, e gosto disso. Ele não tá nem aí, tornando o meu trabalho muito mais fácil e sem pressão.

Pedro_digital_pb

Pedro_digital_cor

Desenhá-lo nessas circunstâncias traz uma relação meio amarga. Por um lado, é sempre um prazer desenhar, por outro, os desenhos reverberam o estado em que ele se encontra, o que é sempre triste.

Materiais utilizados: Pentel Pocket Brush, Canetinha Neo Pen Compactor e Marcador Tombow.

ENG

A bittersweet relation

It’s been almost 3 years since the last time my brother, Pedro, had to go to the hospital for a couple of days. Because of that I could make the exhibit Vigiar, an individual that I opened at the Contagem Cultural Center in 2016.

Since then, Pedro had to go to the hospital again last week. I had the opportunity to be his companion these days and, to pass the time, I spent the all day drawing him. I tried to create images that had some context to it, instead of just focusing on him (like I used to do).

With frequency I was able to draw him watching TV, which he did in a variety of positions. When he wasn’t watching TV, he was sleeping. The fact that he is an internee it’s very tired for him.

I confess that in a general way I prefer the drawings I did almost 3 years ago. A negative point this time is that the chair for the companions is too close from the bed of the internee, making my point of view very restricted. The one day job was very tiring as well. In the last time I was able to go multiple days and could make a variety of drawings based on that. The room from 3 years ago was more private too, which made possible having more comfort to drawing.

Pedro doesn’t care about me drawing him. He continues to be a target for my drawings. He has this kind of indifference for what I do, and I like it. He doesn’t give a shit, making my work much more easy and without pressure.

To draw him in these circumstances has a bittersweet relation. In one hand, it’s always a pleasure to just draw, in the other hand the drawings reverberate the state that he is in, which is always sad.

Tools that I used: Pentel Pocket Brush, Neo Pen Compactor marker, Tombow marker.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s